Menu Rápido

8 de set de 2012

Cenário - Star Trek

Qualidade: 

"Espaço: a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise. Em sua missão de cinco anos: para explorar novos mundos, para procurar novas vidas e novas civilizações, para audaciosamente ir onde nenhum homem jamais esteve". 

No mundo de Street Fighter RPG , o também o céu não possui limites, muitos lutadores não encontram seus limites na Terra e procuram novos adversários ou modalidades extremas para atingir seus objetivos alternativos em outros sistema solar ou via láctea. Combatendo Aliens, Predadores e muitas outras raças e tipos de criaturas sobrenaturais.

Via Láctea é uma galáxia espiral onde se encontra o Sistema Solar. É uma estrutura constituída por cerca de duzentos bilhões de estrelas (algumas estimativas colocam esse número no dobro, em torno de quatrocentos bilhões) e tem uma massa de cerca de um trilhão e 750 bilhões de massas solares.

Exemplo para uma aventura:  basiado no episodios da serie.

De alguma forma alguns lutadores são recrutados com seguranças ou patrulheiros estrelares em uma embarcação espacial. Percorendo o universo para novas descobertas e grandes confrontos. Em alguns momentos segue ordens de um capitão ou comandante em geral. De alguma forma seu personagem deve ajudar a salvar e sair livre desta situação.

A USS Enterprise, ou simplesmente Enterprise, é o nome de várias naves estelares ficcionais, com algumas sendo o ponto focal de várias séries de televisão e filmes, da franquia de entretenimento Star Trek, criada por Gene Roddenberry. É considerada um nome de legado na Frota Estelar. A grande maioria dessas naves possui o número de registro "NCC-1701", com naves posteriores adicionando uma letra do alfabeto ao final para diferenciação.

O nome Enterprise vem de uma longa série de navios. O primeiro foi a frigata francesa L'Enterprise, capturada pelos britânicos em 1705. Os britânicos a rebatizaram de HMS Enterprise para uso da Marinha Real Britânica. Outros nove navios comissionados pela Marinha Real carregavam o nome de Enterprise. O primeiro navio dos Estados Unidos a usar o nome foi o navio da Guerra de Indepedência USS Enterprise, lançado em 1775. O sétimo navio americano a ter o nome, a USS Enterprise (CV-6), é o navio mais condecorado da história da Marinha dos Estados Unidos e o único porta aviões da classe-Yorktown a sobreviver a II Guerra Mundial. O oitavo navio americano a ter o nome (CVN-65), foi o primeiro porta aviões nuclear da história.


Pré-Federação

Duas naves estelares com o nome de Enterprise precedem a Federação Unida dos Planetas:

Registro: USS Enterprise (XCV 330).
Classe : Declaration.
Serviço : anos 2130.
Capitão : desconhecido.

Registro: Enterprise (NX-01)
Classe : NX.
Serviço :2151–2161.
Capitão : Jonathan Archer.

Três naves com o nome de USS Enterprise subsequentes:

Registro: USS Enterprise (NCC-1701).
Classe : Constitution.
Serviço : 2245–2285.
Capitão : Robert April, Christopher Pike, James T. Kirk, Willard Decker e Spock.

Registro: USS Enterprise (NCC-1701-A).
Classe : Constitution.
Serviço : 2286–2293.
Capitão : James T. Kirk.

Registro: USS Enterprise (NCC-1701-B).
Classe : Excelsior.
Serviço : 2293–anos 2320.
Capitão : John Harriman.

E muitas outras mais deacordo com o seu tempo!


Leonard McCoy, um almirante de 137 anos, inspecionou a USS Enterprise-D durante sua primeira missão no episódio "Encounter at Farpoint". Montgomery Scott, cronologicamente com 147 anos, porém fisicamentem com 72 por passar 75 anos preso no transporte, é resgatado pela tripulação da Enterprise-D e continua sua vida no episódio "Relics". Spock, agora um embaixador vulcano, vai sorrateiramente para o Império Estelar Romulano na esperança de conseguir uma existência pácifica entre os romulanos e a Federação Unida dos Planetas e uma reunificação com a sociedade vulcana nos episódios "Unification". Eventualmente, Romulus e a Federação são ameaçadas por uma super nova, com Spock propondo uma solução para a potencial catástrofe. Infelizmente, Spock não consegue impedir a destruição de Romulus. O romulano Nero, que observou toda a tragégia, culpa Spock pela perda do planeta e de sua família. Nero persegue Spock porém os dois são pegos no horizonte de evento de um buraco negro artificial que Spock criou para consumir a super nova. Os dois viajam até o passado criando uma realidade alternativa. (Star Trek) Sarek (interpretado por Mark Lenard), pai de Spock, continua como embaixador no próximo século, morrendo em Vulcano na primeira parte de "Unification", tendo anteriormente aparecido no episódio "Sarek". Lenard também interpretou Sarek em três dos seis filmes da série original. James T. Kirk desaparece durante a viagem inaugural da Enterprise-B. 78 anos depois ele é resgatado da Nexus pelo Capitão Jean-Luc Picard para ajudá-lo a derrotar o Dr. Tolian Soran. (Star Trek Generations) Kang, Koloth e Kor, os três klingons que apareceram em "Day of the Dove", "The Trouble With Tribbles" e "Errand of Mercy", continuam a servir o Império no século XXIV. Eles aparecem em Star Trek: Deep Space Nine, Kang e Koloth em "Blood Oath" e Kor em "The Sword of Kahless" e "Once More Unto the Breach". Uma versão mais jovem de Kang aparece em Star Trek VI: The Undiscovered Country e no episódio de Star Trek: Voyager "Flashback". Sulu, como capitão da USS Excelsior, e Janice Rand aparecem no episódio "Flashback", de Voyager. Arne Darvin, o klingon disfarçado de humano de "The Trouble With Tribbles", aparece no epispódio "Trials and Tribble-ations" de Deep Space Nine com a intenção de retornar a Estação Espacial K-7 para assassinar James Kirk. 





Primeiros cenários:

A nave estelar USS Enterprise investiga pertubações temporais centradas em um planeta. Sulu se machuca gravemente em uma explosão do console. Para salvar sua vida, o Dr. Leonard McCoy decide usar cordrazine. Momentos depois, outras pertubações temporais fazem a nave balançar violentamente; como resultado, McCoy acidentalmente se injeta uma overdose de cordrazine, ficando violento e paranoico. Delirando, ele foge da ponte e se transporta para a superfície do planeta.
O Capitão James T. Kirk forma um grupo de desembarque composto por dois guardas, ele, Spock, Scotty e Uhura. Uma vez no planeta, Spock encontra a origem das distorções do tempo, um antigo anel feito aparentemente de pedra. O anel fala, se identificando como o "Guardião da Eternidade", e explica que ele é um portal para qualquer espaço e tempo, e mostra períodos da história da Terra em sua abertura. O grupo localiza McCoy, porém ele foge e pula através do portal antes de alguém impedi-lo. De repente, a equipe perde contato com a Enterprise. O Guardião informa que a história acabou de ser alterada, e como resultado, a Enterprise não existe mais.
Fica claro para todos que, após pular através do portal, McCoy de alguma forma alterou o passado e apagou a história que eles conheciam. Kirk pede ao Guardião para que ele repasse as imagens históricas para que ele e Spock possam atravessar em um momento pouco antes de McCoy ter entrado, na esperança de corrigir aquilo que ele alterou. Os dois pulam no momento certo e se materializam em Nova York durante a Grande Depressão da década de 1930. Seus uniformes e as orelhas de Spock assustam os pedestres, então Kirk rouba algumas roupas de um varal e os dois se escondem em um porão para se trocar. Lá, eles encontram uma mulher chamada Edith Keeler, que se identifica como uma trabalhadora social da Missão da Rua 21. Eles se desculpam pela invasão e se oferecem para trabalhar; ela aceita. No meio tempo, Spock começa a construir uma rude interface processadora, que mal funciona, para descobrir que parte da história McCoy alterou.
Kirk acaba se apaixonando por Edith. Ele descobre que ela é uma extraordinária visionária com uma visão positiva sobre o futuro da humanidade. McCoy se materializa, e após um encontro com um sem teto, ele acaba na Missão da Rua 21, onde Edith o leva para descansar. Kirk e McCoy não percebem sua chegada. Enquanto isso, Spock termina sua interface e ele e Kirk analisam os dados. É revelado que Edith deveria ter morrido em um acidente de carro, porém McCoy salvou sua vida, dessa forma ela acabou formando um movimento pacifista que retardou a entrada dos Estados Unidos na II Guerra Mundial; isso dá tempo para Alemanha Nazista desenvolver a bomba atômica e vencer a guerra. Kirk tem de enfrentar o fato de que se Edith não morrer como ela deve, a história será alterada para sempre.
Edith cuida de McCoy, que diz a ela quem ele é de onde ele vem. Ela não acredita em sua história fantástica, porém diz que ele se daria bem com seu novo e excêntrico namorado que irá levá-la para ver o novo filme de Clark Gable naquela noite, um ator que, para sua surpresa, McCoy não conhece.
Mais tarde, enquanto Kirk e Edith estão saindo de casa, Edith fica surpresa que Kirk também não conhece Gable. Ela menciona que "Dr. McCoy" também não o conhece. Alarmado, Kirk diz para Edith esperar antes de atravessar a rua correndo chamando por Spock. Quando ele encontra Spock, McCoy aparece da missão bem na frente deles. Um surpresa Edith atravessa a rua para se juntar a eles, porém não percebe um caminhão se aproximando. Instintivamente, Kirk vai tentar salvá-la porém para quando Spock diz, "Não, Jim!". McCoy tanta salvá-la, más é impedido por Kirk; o caminhão a atinge e ela morre. Chocado, McCoy exclama para Kirk, "Eu poderia tê-la salvado... você faz ideia do que acabou de fazer?". Kirk, abalado, está sem palavras, e Spock diz, "Ele sabe, doutor. Ele sabe".
Com a morte de Edith, a história volta a linha do tempo original e Kirk, Spock e McCoy retornam ao planeta do Guardião e encontram o grupo de desembarque. O Guardião diz, "O tempo voltou a sua forma. Tudo é como era antes". Uhura indica que a Enterprise está pronta para transportá-los de volta, e o traumatizado Kirk fala para todos irem embora.


Segundo cenários:


Na data estelar 3141.9, a USS Enterprise encontra uma nave à deriva no espaço. A nave é um carguerio modificado para carregar passageiros congelados criogenicamente. O casco a identifica como SS Botany Bay, apesar de não haver nenhum registro histórico da nave. Foi lançada da Terra na década de 1990, em uma era conhecida como Guerras Eugenicas.
Escaneando por sinais de vida, o Dr. Leonard McCoy confirma que há algo vivo abordo, porém ele não tem certeza se é humano. Um grupo de desembarque consistindo no Capitão Kirk, McCoy, Scotty e a historiadora Tenente Marla McGivers, é formado e se trnasporta para a nave. Kirk selecionou McGivers porque ela é especialista na história e cultura do século XX.
Como experado, o grupo de desembarque encontra uma carga de 84 pessoas, 72 ainda vivas, em animação suspensa. Apesar de terem quase 300 anos de idade, eles não envelhereceram durante a viagem. McGivers encontra um tubo de estase que contém o corpo de quem ela acredita ser o líder de todos. De repente, o maquinário da capsula liga e seu ocupante para estar revivendo. McCoy percebe que o suporte de vida está falhando e o homem pode morrer. Kirk quebra o vidro e pucha o homem para revivê-lo. O homem é levado para a Enterprise para exames médicos.
Kirk faz a Botany Bay ser puxada por um raio trator, e a Enterprise parte para a Base Estelar 12, no sistema Gamma 40. Enquanto isso, na enfermaria, a Tenente McGivers se maravilha com o homem, que é uma relíquia viva de uma era que ela estudou durante toda a vida. McCoy acredita que ele vai se recuperar logo, e deve estar bem o suficiente para responder perguntas. Ela deixa a enfermaria e, de repente, McCoy se encontra com um objeto afiafo em sua garganta, cortesia do paciente. O homem acordou, e exige saber onde está. McCoy responde sugerindo que se o homem deseja matá-lo, ele poderia fazer isso cortando sua artéria carótida externa de forma rápida e limpa. Impressionado com sua bravura, o homem abaixa o objeto e se identifica como "Khan".
Spock descobre que o homem é Khan Noonien Singh, que, junto com seu povo, foram produtos das Guerras Eugenicas, onde superhomens manipulados geneticamente foram criados para serem soldados perfeitos. Os soldados acabaram se tornando senhores da guerra e dominaram um terço da Terra. No fim das Guerras Eugenicas, entre oitenta e noventa superhomens desapareceram. Khan é registrado como sendo o mais perigoso destes homens, que dominou muito do mndo ele próprio.
No meio tempo, Khan recebe aposentos; entretanto, ele protesta contra os homens armados guardando sua porta. McGivers é enviada para conversar com ele e lhe contar sobre os eventos atuais. Fica claro que McGivers está se apaixonando pelo belo e poderoso líder. Khan se aproveita disso e diz que ele pretende dominar a humanidade mais uma vez, e que precisa da ajuda dela para controlar a Enterprise. No início McGivers se recusa, porém enquanto ele aplica métodos de manipulação psicológica, ela aceita. Relutantemente, ela diz a Khan que irá fazer o que ele desejar.
McGivers secretamente transporta Khan para a Botany bay, onde ele revive os sobreviventes dos superhomens eugenicos. Eles retornam para a Enterprise e assumem o comando. Khan, que se familiarizou com a nave enquanto estava na enfermaria, corta o suporte de vida da ponte, e a equipe de comando desmaia. Khan mais tarde joga Kirk em um câmara de descompressão, e ameaça sufucá-lo lentamente se a tripulação não aceitar segui-lo. Sentindo-se culpada, McGivers liberta Kirk. Kirk ajuda Spock a escapar de seus captores e os dois ventilam gás anestésico pela nave para inabilitar Khan e seus seguidores
Khan consegue escapar do gás e foge para a engenharia, onde ele tenta destruir a Enterprise, porém Kirk chega e uma luta começa. Kirk é derrotado pela força geneticamente superior de Khan, mas ele consegue pegar uma ferramenta e usá-la como porrete, deixando Khan inconciente.
Quando Khan e seus seguidores estão reunidos, Kirk decide que eles devem ser exilados, e escolhe Ceti Alpha V, um mundo traiçoeiro que ele acredita ser perfeito para Khan começar seu novo império. A vida em Ceti Alpha V não será fácil, porém Khan, impressionado com a ideia, afirma que ele está pronto para o desafio e aceita a oferta de Kirk. Ao invés de uma corte marcial para McGivers, Kirk permite ela se junte a Khan no exílio. Ao final, Spock afirma que seria interesante ver o que Khan consegue fazer em 100 anos.



Terceiro Cenário:

Depois de falhar em persuadir o Conselho Halkan a permitir que a Federação minere cristais de dilítio no planeta, o Capitão James T. Kirk, junto com o Dr. Leonard McCoy, Scotty e Uhura, retornam para Enterprise. Uma inesperada tempestade iônica causa um mal funcionamento do transporte, e o grupo de desembarque é transportado para uma Enterprise não familiar.
O grupo percebe que algo está errado quando eles chegam na plataforma do transporte: um Spock com cavanhaque viciosamente tortura o chefe do transporte, Tenente Kyle, por descuido que quase resultou na perda do capitão da nave. Kirk deduz que eles devem ter trocado de lugar com suas contraprtes de um universo paralelo, que o grupo de desembarque deste universo deve estar agora abordo da Enterprise do universo normal, e que eles devem fingir ser suas contrapartes até encontrarem um jeito de voltar para casa. Nesse univero paralelo, a USS Enterprise é chamada de "Nave Estelar Imperial" ou ISS Enterprise, e que o brutal Império Terrano substituíu a Federação. Oficiais sobem de patente assassinando seus superiores (com Kirk descobrindo isso quando Chekov quase consegue matá-lo), e como resultado todos os oficiais de alta patente devem contratar guarda-costas. Torturar subordinados—via surras, agonizador ou "Cabine de Agonia"—é um meio aceitável de diciplina.
Enquanto isso, abordo da USS Enterprise, Spock nota mudanças de personalidade no grupo de desembarque e ordena que a segurança predam todos. Spock acaba chegando a mesma conclusão que Kirk: a tempestade iônica deve ter aberto uma ligação entre os dois universos, e que os grupos de desembarque trocaram de lugar.
Na ISS Enterprise, Kirk vai aos aposentos do capitão, que é bem diferente do seu. Ele descobre que o Kirk-espelho recebeu ordens de aniquilar os halkans se eles recusarem o "pedido" da Enterprise de cristais de dilítio; horrorizado, ele estuda os registros de sua contraparte. Nesse universo, Kirk conseguiu o comando da Enterprise assassinando o Capitão Christopher Pike e foi responsável por massacrar mais de 5.000 colonos em Delta IX, entre outras atrocidades.
Spock-espelho informa Kirk que a nave está pronta para atacar os halkans. Desesperado, Kirk ordena um adiamento de 12 horas no ataque. Isso desperta a curiosidade de Spock-espelho, mas ele obedece as ordens. Ele sim reporta as atividades de seu capitão para o Comando Imperial, e recebe ordens para matá-lo se Kirk não destruir os halkans.
Tendo falhado em sabotar os sistemas de armas, Scotty e McCoy trabalham secretamente para descobrir o que aconteceu com o transporte. Enquanto Scotty procura um modo de fazê-los retornar para o universo correto, Kirk volta para seus aposentos e encontra a linda Tenente Marlena Moreau, que refere a si mesma como "Mulher do Capitão". Ela evidentemente está se cansando do Kirk-espelho. Marlena mostra à Kirk o Campo Tantalus, um dispositivo nos aposentos do capitão que secretamente pode monitorar qualquer um abordo, e "eliminá-lo" se assim desejado. Quando ela a impede de eliminar o Spock-espelho, Marlena percebe que algo está errado—seu Kirk nunca teria hesitado.
Kirk banca o Spock-espelho enquanto sua equipe procura um modo para voltar, porém Spock suspeita. Spock, não querendo o comando da ISS Enterprise, já que isso o faria alvo de tentativas de assassinato, decide estudar o capitão.
Scotty conseguiu, com a ajuda de McCoy, fazer as conexões necessárias para voltarem. Sulu-espelho, o chefe da segurança, é distraído de seus monitores no momento da conexão por Uhura. Kirk chega a sala do transporte, porém o Spock-espelho aponta um faser para ele e o leva para a enfermaria, onde todo o grupo de desembarque está reunido. Nas duas lutas subsequentes, Kirk deixa o vulcano e Sulu inconcientes (com Marlena tendo eliminado os capangas de Sulu com o Tantalus). Uhura, Kirk e Scotty se diregem para a sala do transporte, enqaunto mcCoy fica para trás cuidando do Spock-espelho. Na sala do transpote, eles encontram Marlena, que conhece os fatos e pede para ir junto. Kirk recusa dizendo que a energia é para apenas quatro pessoas. Marlena persiste e é disarmado por Uhura.
Spock-espelho volta a si, e rapidamente faz um elo mental com McCoy. Ele descobre a troca e decide operar o transporte para que todos retornem para seus respectivos universos. Isso convence Kirk de que o Spock-espelho é ainda um vulcano ético guiado pela lógica. Kirk sugere que um sistema parecido com o da Federação é mais lógico que um Império cruel e bárbaro. Spock, todavia, diz que é preciso ter poder; Kirk o informa sobre o Tantalus e o Spock-espelho concorda em considerar a ideia.
Abordo da USS Enterprise, Spock decide tentar a sequência de transporte ao mesmo tempo que a ISS Enterprise. A troca é bem sucedida. No final Kirk, encontra a versão da Tenente Monreau de seu universo, comentando para Spock que ambos poderiam ser "bons amigos". Spock também comenta que a atitude das contrapartes espelho foram refrescantes, "a própria essência da humanidade".


Quarto Cenário: 

Spock pede uma licença no seu planeta natal, Vulcano, depois de apresentar um comportamento irracional. Kirk e McCoy testemunham um dos acessos de Spock e o Dr. concorda que ele precisa de um tempo
Kirk fica desconcertado com o comportamento de Spock, porém coloca a Enterprise em curso para Vulcano. Logo, todavia, Kirk recebe um sinal de prioridade com ordens para se dirigir à Altair VI para representar a Federação na cerimônia de posse do novo presidente do planeta. Kirk diz à Spock que sua licença será adiada, porém Spock secretamente faz a nave voltar para o curso de Vulcano.
Kirk confronta Spock, que diz que ele não se lembra de ter mudado as ordens. Kirk o manda para a enfermaria. O Dr. McCoy descobre que a química do sangue de Spock está muito ativa e há a presença de hormônios desconhecidos. Se a condição persistir, ele irá morrer em pito dias. Spock não deseja discutir o que está acontecendo, porém Kirk exige um explicação.
Aparentemente envergonhado, Spock diz que sua condição á chamada de Pon Farr, uma síndrome que todos os vulcanos machos passam periodicamente. Durante esse período, eles devem acasalar ou morrer. Kirk contata o Almirante Komack na Frota Estelar e pde permissão para ir para Vulcano. O Almirante nega o pedido, porém Kirk ignora as ordens e coloca a nave no curso de Vulcano, argumentando que há duas outras naves estelares presentes na cerimônia.
A Enterprise chega em Vulcano, e Spock convida Kirk e McCoy para acompanhá-lo. Spock explica que os vulcanos se casam quando crianças ("menos do que um casamento, mais um noivado") com o entendimento de que eles vão cumprir esse compromisso quando adultos. Sua noiva T'Pring, prometida a ele aos 7 anos, o aguarda.
T'Pau, um membro altamente respeitada da sociedade vulcana, e conhecida por ser a única pessoa a recusar ser parte do Conselho da Federação, chega para conduzir a cerimônia. T'Pring chega acompnhada por Stonn, um vulcano de sangue puto, que obviamente é seu amante. Ela envoca kal-if-fee, seu direito de uma luta física entre Spock e Stonn, porém no lugar de Stonn, ela escolhe Kirk para ser seu campeão. Spock pede para T'Pau proibir isso, já que Kirk desconhece os costumes vulcanos, porém ela deixa o capitão decidir, dizendo que outro campeão será selecionado se ele recusar. Kirk aceita achando que ele pode deixar Spocm vencer—só depois descobrindo que a luta é até a morte.
Apesar de sua condição, Spock mostra força e agilidade superior, demonstrando sua perícia com a Lirpa, uma tradicional (e mortal) arma vulcana. Kirk é enfraquecido pelo calor e fina atmosfera de Vulcano (e, apesar de não mencionado, sua gravidade mais alta). McCoy reclama, dizendo a T'Pau que Kirk está em disvantagem, e sugere injetar no capitão um composto químico para compensar; T'Pau permite. O combate continua e Spock enforca Kirk com outra tradicional arma vulcana, a Ahn'woon, ponto em que McCoy pronuncia que ele está morto e faz seu corpo ser transportado devolta para a Enterprise.
Com a batalha encerrada, Spock desiste de sua pretensão a T'Pring, mas questiona sua escolha de Kirk como campeão. Em uma demonstração de lógica que impressiona até Spock, T'Pring explica que ela não desejava ser "consorte de uma lenda", e desenvolveu uma atração mútua com Stonn. Já que o único modo legal dela se separar de Spock seria pelo kal-if-fee, e permitir que Stonn lutasse como seu campeão o colocaria em risco, então ela escolheu Kirk, sabendo que não importando o resultado ela e Stonn ficariam juntos—já que Kirk nunca a desajaria e Spock iria dispensá-la. Mesmo se Spock cumprir seus votos, ele voltaria para a Frota Estelar, "e Stonn ainda estaria aqui".
Na nave, Spock anuncia sua intenção de deixar sua comissão e se submeter as regras da Frota Estelar, para enfrentar as concequências do assassinato de Kirk. Entretanto, ele encontra seu Capitão vivo e bem, e expressa sua felicidade na frente de McCoy e Chapel. McCoy e Kirk explicam que o doutor injetou uma droga neuroparalisante no corpo do Capitão que simula morte. Spock diz que quando ele viu Kirk morto, ele perdeu todo o desejo por T'Pring. Além disso, Kirk não recebe nenhuma punição por desobedecer ordens quando a Frota Estelar retroativamente lhe dá permissão para ir a Vulcano sob o pedido de T'Pau.
 
E muitas outras histórias surgiram deacordo com o seu tempo!

Nenhum comentário:

Quais conteudos, você está mais aguardado para 2016? [ Permitido várias respostas ]